A Macadâmia é uma árvore de porte alto, nativa da Austrália e muito predominante no Havaí. Seu fruto, também chamado de macadâmia, é uma noz fina envolta em uma casca. As macadâmias contêm uma ampla variedade de minerais e componentes benéficos ao nosso organismo, como potássio, fósforo, cálcio, magnésio, vitaminas e proteínas - sua composição pode variar de acordo com o local de crescimento da árvore.

Cerca de 75% da composição do fruto é dada por óleos naturais. É possível extrair óleo de macadâmia por meio de prensagem a frio dos frutos moídos ou por extração via solvente. O óleo obtido é semelhante ao azeite de oliva em sua composição e é frequentemente descrito como “óleo bom”, pois contêm baixos níveis de gorduras saturadas e altos níveis de gordura monoinsaturadas.

O Óleo de Macadâmia serve para diversos fins, mas seu uso mais comum está relacionado aos cuidados com a beleza, pois é composto por ácidos graxos - sendo o ácido oleico (ômega 9), palmitoléico (ômega 7) e palmítico os presentes em maiores proporções, e por substâncias antioxidantes.

Nos cabelos, a presença de gorduras monoinsaturadas no óleo ajuda a proteger o couro cabeludo contra raios UV, vento, poluição, chapinha, secador e produtos químicos. Penetra nos poros capilares mantendo a hidratação dos fios, promove diminuição do frizz, dá brilho e repara a elasticidade natural da fibra capilar, evitando que os fios se quebrem e que pontas duplas surjam. É um óleo recomendado para cabelos quimicamente tratados e danificados.

O Óleo de Macadâmia é indicado para todos os tipos de cabelo.